Pequena grande migração: 70% de nossos códigos-abertos

Foram muitos meses migrando para o “novo” conceito de código-aberto, ainda temos muitos projetos, mais antigos, como jogos em Flash, feitos entre 2004 e 2006 para serem atualizados e migrados, mas 70% de nossos portfólio de soluções está agora hospedado no github.

Muitos projetos novos e atualizados estão sendo agora mantidos abertos, com o objetivo de adequar-se aos novos tempos e ao que de melhor a tecnologia e o direito (licença de software) tem a oferecer. Estamos agora em um novo patamar de gestão de projetos, com o código-aberto por exemplo a maioria das barreiras de sigilo e confidencialidade são colocadas em segundo-plano, podendo trazer o foco dos negócios no desenvolvimento de código, superando de partida a maioria dos possíveis problemas futuros, como no caso da separação das equipes tudo é feito de forma muito fácil, rápida e indolor.

Até o momento eu fui o desenvolvedor líder da maioria dos projetos, assim sendo, tenho o direito de escolher a licença que achar melhor. Como o WordPress permite a criação de pequenos código-fontes reutilizáveis, como plugins e temas, somente estes pequenos trechos são licenciáveis, quando aplicável e não houver restrições de terceiros.

About Francisco Mat

Sou utilizador do WordPress em meus sites e entendo as necessidades dos meus clientes de uma maneira diferenciada, a utilização como usuário final, somada a minha experiência como programador e formação como administrador (UNESP-Araraquara 2010), com passagens pelos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (FATEC-SP, 2013) e mestrado em Administração FEA/USP (2014-2016) me faz encontrar soluções diversificadas e utilizações criativas do WordPress.
This entry was posted in br.f5sites.com, br.franciscomat.com, Categorias Brasil, Notícias de projetos, www.pomodoros.com.br and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *